Números

Quando eu era mais novo, eu tinha uns probleminhas de memória, e fui aconselhado a fazer pequenos exercícios de memorização, entre eles decorar certas datas e coisas do tipo.

Com isso, eu comecei a me interessar por estatísticas, e entre outras bobagens, me veio à cabeça uma curiosidade sobre os números dos carros da Fórmula 1… É uma besteira sem tamanho, mas ao mesmo tempo é um tanto quanto interessante.

Desde 1974 que a numeração nos carros é fixa ao longo da temporada, sendo que até 1996, só se trocava o número do carro do campeão. Desse ano em diante, a numeração é dada de acordo com a posição da equipe no mundial de Construtores, o que dá certa rotatividade maior para a numeração. Isso quase todo mundo sabe, mas enfim, não custa lembrar.

Talvez esse tenha sido o motivo do meu interesse pelos números dos carros da Fórmula 1

Então vamos lá:

  • Os números dos carros que foram campeões são: 1, 2, 3, 5, 6, 8, 11, 12, 22 e 27, todos ganharam mais de um título.
  • O número que mais vezes foi campeão foi o 1, com 10 títulos, seguido do 5, com 9.
  • O número mais alto a conquistar o título foi o 27, nas temporadas de 1980 e 1990, respectivamente com Alan Jones e Ayrton Senna.
  • Os únicos a se repetirem consecutivamente foram o 11, em 1976 e 1977, o 1 entre 2001 e 2004 e o 22 em 2008 e 2009.
  • Como eu disse acima, todos os números que ganharam títulos ganharam mais de um. Mas o número 2 foi o único deles que ganhou o título com apenas um piloto: Alain Prost, nas temporadas de 1985, 1989 e 1993.
  • Interessante também notar que a primeira vez que um piloto foi campeão com carro de número 1 foi em 1986, quando Alain Prost conseguiu seu bicampeonato, 12 anos depois da instituição da numeração fixa.
  • O número 1 só pode ser usado pelo campeão da última temporada e, mesmo que ele mude de equipe, vai junto com ele. O único piloto a usar o número 1 sem ter sido campeão, foi o sueco Ronnie Peterson, na temporada de 1974. Isso se explica pelo fato de que o campeão de 1973, Jackie Stewart, se aposentou ao fim daquela temporada, e como a Lotus, equipe de Peterson tinha conquistado o campeonato de Construtores, a FISA deu o número 1 à equipe, que o colocou no carro do sueco.
  • Esse problema da falta do campeão se repetiria em 1993, quando o campeão de 1992, Nigel Mansell, foi para a Indy. O caso foi resolvido com a introdução do número 0, que foi usado por Damon Hill nas temporadas de 1993 e 1994, já que o campeão de 1993, Prost, se aposentou no fim da temporada. Hill foi o único piloto a usar o número 0.
  • Ainda sobre o número 1, a McLaren foi a equipe que mais o utilizou, 13 temporadas (1975, 1977, 1985, 1986, 1987, 1989, 1991, 1992, 1999, 2000, 2007, 2009 e 2010) e a Ferrari foi a equipe que conquistou o maior número de títulos com ele, 4, nas temporadas de 2001 a 2004.
  • Durante o período em que a numeração só era trocada no carro do campeão, algumas equipes criaram uma profunda identificação com certos números, como a Tyrrell com o 3 o e 4, a Williams com o 5 e o 6, a Lotus com o 11 e o 12, a Renault com o 15 e o 16, a Benetton com o 19 e o 20, a Minardi com o 23 e o 24, a Ligier com o 25 e o 26, a Ferrari com 27 e o 28 e a McLaren, que por conta dos muitos títulos entre a segunda metade dos anos 80 e a primeira dos anos 90, com o 1 e o 2.
  • Não existe carro número 13 na Fórmula 1, e o motivo é pura e simples superstição. Somente por duas oportunidades o número foi usado, no GP do México de 1963 por Moises Solana e no GP da Grã-Bretanha de 1974 por Divina Galica.

6 comentários sobre “Números

  1. O 1 não devia contar, porque ele é dado ao campeão já faz alguns anos e geralmente há uma sequencia de bons anos para alguns carros…

    Mas acho que nem um numero na F1 moderna é tão ligado ao piloto quanto o Red 5

  2. No caso da Ferrari, o degrau feioso desse ano (e espero de coração que seja apenas desse ano) pelo menos vai ter alguma utilidade que é deixar os números dos carros um pouco mais visíveis…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s